Bem vindos


Bem-vindos a este meu novo projecto. ​ Tenho todo o prazer de vos dar a conhecer o mundo do Hypnobirthing. ​ O meu nome Carin Pires, sou mãe de dois meninos e vivo na Austrália quase há 10 anos. ​ Esta vontade de vos dar a conhecer o que é um parto tranquilo, o que é Hypnobrithing e as suas técnicas, surgiu este ano durante umas férias em Portugal. Durante 6 semanas tive 5 amigas a terem bebés. Incrível! Quando se vive fora do país, e tão longe como eu vivo, perdem-se muitos momentos importantes, aniversários, casamentos e os nascimentos também são um deles. ​ Todas estas amigas tiveram gravidezes perfeitas, sem complicações, sem grandes transtornos. Estavam radiantes, luminosas, lindas como uma mãe no fim de gravidez pode estar. Mas, havia uma nuvem negra a pairar ali por cima. Sempre que alguém perguntava para quando o bebé estava previsto, ou a conversa segui-a para o parto e as expectativas que tinham, o olhar mudava e eu senti muita apreensão, muito medo, e muito pouca capacidade de questionar o que lhes era imposto pelos profissionais de saúde. Os nascimentos deram-se todos em 3 semanas, 4 meninas e um menino. As mães estavam bem e os bebés também mas as historias que vieram das maternidades e hospitais privados e públicos não foram nada, a meu ver, do que poderiam ter sido. Muita intervenção, muito trauma e muita decepção pela parte das mães. A minha experiência foi completamente diferente. Sim, vivo num país diferente mas fomos todas feitas para ter bebés e na minha opinião não pode ser assim tão mau. O que me levou a descobrir o Hypnobirthing foi o questionar os filmes de terror que ia ouvindo dos partos de amigas e familiares e inclusive da minha família directa. A minha avó materna perdeu 4 bebés durante o parto, a minha mãe nunca entrou em trabalho de parto espontaneamente e o meu parto – primeira filha – teve algumas complicações. Tudo isso estava na minha mente mas “hey, somos todos mamíferos. Isto biológicamente não faz qualquer sentido. Eu nunca ouvi falar de nenhuma cadela, gatinha, égua, elefanta a gritar horrores para ter as suas crias. Todos os dias nascem bebés em África debaixo de árvores. Porque é que connosco mulheres no mundo civilizado, evoluído e cheio de recursos se ouvem tantas historias assustadoras?” Era esta a minha abordagem a imagem do parto tradicional. Estava grávida de 25 semanas e encontrei um vídeo sobre Hypnobirthing. Descobri numa pesquisa rápida que havia aulas em Brisbane, ainda havia uma vaga por preencher e lá fomos nós. ​ Podem ler as minhas historias de nascimento aqui. ​

​ Os meus bebés vieram ambos mais cedo do que previsto. Eu não estava nada a espera e

estava tão relaxada que nem dei conta que tinha entrado em trabalho de parto. Das duas vezes, e da segunda vez já devia saber qualquer coisa, cheguei a maternidade de carteira e telefone na mão para um check up porque estava cansadíssima e ups, dilatação estava feita, os bebés nasceram horas depois. Não foram partos miraculosos (mas maravilhosos!), até tive alguma intervenção médica mas o Hypnobirthing manteve-me calma e sempre em controlo e só posso dizer que foram os melhores momentos da minha vida. ​ E tal como eu abordei a hora de ter os meus bebés com a maior naturalidade do mundo, porque nós fomos feitas para isto, também gostava que vocês pudessem ter as ferramentas para se desprenderem das ideias pre concebidas, dos medos incutidos por gerações de histórias menos felizes e das exigências dos profissionais de saúde que muitas vezes não fazem sentido mas não são contestadas. ​ “Knowledge is power”, como diz a minha mentora Melissa e “sabedoria não ocupa espaço”, certo? ​ Espero que tenha deixado curiosidade suficiente para se perderem no mundo do Hypnobirthing.

Featured Posts
Recent Posts
Follow Us
Search By Tags
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now