Preferências de parto


No lançamento deste meu novo projecto vou-vos falar de como começar um guia de preferências de parto ou um plano de parto Hypnobirhting.

O Hypnobirthing e as suas técnicas são essencialmente uma filosofia de parto, um estado de espírito, uma forma de estar. Como tal, todas as mães Hypnobirhting têm a sua forma de estar, a sua maneira de viver esta experiências única que ter é um bebé. Nem todos os profissionais de saúde estão preparados para o seu estilo de gravidez e de mentalidade para o parto, porque é única. Nada como por tudo num papel e falar com quem a vai rodear neste momento tão especial. Exponha os desejos e expectativas para este grande dia. Muito frequentemente os futuros pais expressam algum descontentamento ou sentem-se desapontados após o nascimento de um bebé. Frases como “Oh, para a próxima ...”,ou , “se não tivessem…” são infelizmente muito comuns. No curso online Hypnobubs vamos falar exaustivamente de todas as opções possíveis para poder obter o melhor resultado usando as técnicas fantásticas do Hypnobirhting.

São os pais que decidem como tudo vai correr, não deixem que este momento vos escape das mãos por falta de dialogo. Nada pior do que após o nascimento do vosso bebé tão precioso se sintam desapontados e decepcionados pela forma de como o parto correu. Procedimentos rotineiros podem estragar tudo e nada como os evitar falando com quem os pode evitar.

Pre Admissão numa Instituição de Saúde

Visite a Instituição de Saúde e faça uma tour ao bloco de partos/maternidade. Familiarize-se com o ambiente, conheça as rotinas e protocolos médicos e tente visualizar como vai decorrer todo o processo de parto.

Investigue se há algum obstetra/parteira/enfermeira na Instituição de Saúde onde vai ter o seu bebé que esteja familiarizada com Hypnobirhthing e seja adepta/o de um parto natural. A equipa médica vai ser a sua aliada para obter o resultado perfeito. Nada como todos conhecerem as regras do jogo. Muitas vezes por rotina induzem o parto perto da data prevista, ou logo após a data prevista do bebé. Está nas suas mãos deixar o seu bebé vir ao mundo quando estiver pronto e recusar induções do parto, se não houver qualquer contra indicação médica. Se a indução tiver de ser realizada por razoes médicas ou por vontade da mãe, tente informar-se sobre induções mais naturais e gentis, como a naturopatia, acunpuntura, passando para os géis, Syntocinon e outros procedimentos. Saber quando ligar para os seus profissionais de saúde para dar entrada nos cuidados médicos. Oiça o seu corpo e tente estar em casa, no seu conforto o maior tempo possível. é aí que vai conseguir relaxar melhor e deixar o seu corpo fazer o trabalho todo. Admissão numa instituição de saúde

Peça que o ambiente no seu quarto seja tranquilo, com luzes reduzidas e sem o aparato médico todo a vista, se possível. Tente recriar o conforto da sua casa para poder obter um relaxamento profundo mais rápido e mais eficaz. Terá de contar com o apoio do seu parceiro de parto para esta tarefa. Traga a sua musica, o seu “Ipod”/mp3 player com headphones ou speakers (se autorizarem), corra as cortinas e recrie o seu ninho.

Durante o parto

Faça questão de não estar sozinha durante todo o processo. Durante auto hipnose estará muito susceptível a sugestões. Se a equipa médica tiver de falar com a mãe deverão dirigir-se primeiro ao companheiro de parto de modo a não interromper o processo.

Dor, controlo de dor e níveis de dor são algo que não vai querer ouvir. Fale com a equipa médica e peça para não sugerirem este tópico. Anestesia e analgésicos estarão disponíveis para quando a mãe mostrar vontade. Exames vaginais, não obrigado. De nada adianta, pelo contrário, a equipa médica examinar a mãe rotineiramente, se não houver uma razão médica que o sugira. Mãe e bebé estão a trabalhar juntos para que tudo corra perfeitamente. Não queira um batalhão no seu quarto, peça que a deixem “trabalhar” em paz com o seu parceiro de parto e com o mínimo de pessoal no quarto possível. A mãe Hypnobirthing poderá querer estar sossegada no seu cantinho, focada no seu relaxamento ou vai querer estar móvel durante contracções. Monitorização devera ser esporadicamente por doppler ou EFM de modo a mãe poder estar móvel. Esteja preparada para o caminho que o seu parto pode tomar e isso pode implicar várias horas até conhecer finalmente o seu bebé. Snacks leves e muita hidratação deve estar sempre consigo. O poder de decisão é sempre seu e a equipa médica pode começar a ficar impaciente e poderá querer fazer com “as coisas acelerem”. O seu bebé vai chegar quando estiver pronto e se não houver qualquer razão médica para acelerar o processo, seja por Syntocinon, ruptura artificial da bolsa, ARM (amniotomy), deixe que o seu parto a leve até ao seu bebé de forma natural, como foi criada para o fazer. Não deixe que nada lhe passe ao lado e exija ser informada de qualquer procedimento médico que esteja a ser pensado ou preparado para si.

Durante a expulsão

Assuma a posição de desejar e peça para se poder mover e escolher a posição que prefere para ter o seu bebé.

O seu parceiro de nascimento e um e só um. A equipa médica deve estar a postos para se alguma emergência surgir mas não para a encorajar a “fazer forca”, “suster a respiração e forca”… seja rígida neste desejo. Procedimentos, como episiotomias, deverão ser evitados a todo o custo, se não houver indicação clara médica que seja necessário. O seu corpo é perfeito para o seu bebé. Decida quem vai receber o seu bebé. Este momento maravilhoso só acontece uma vez e não lhe deverá ser retirado. Exames iniciais ao bebé poderão ser feitos enquanto ainda está nos seus braços. Outros exames, como pesos e medições podem esperar, caso qualquer razão médica não o permitir. Os primeiros momentos do bebé não são para serem passados em balanças e com fitas métricas. Deverão ser passados nos braços da mãe ou o do parceiro de nascimento. Apoie o seu bebé a mamar mal nascer. Vai ajudar a expulsar a placenta. Dê algum tempo para a placenta ser explusa naturalmente, se não houver razoes médicas para apressar a sua expulsão, a placenta devera ser expulsa em 15 minutos depois do bebé. Deixe o cordão acabar de pulsar de modo ao seu bebé poder receber todo o sangue da placenta e o “vernix” (creme branco que cobre o bebé) também devera ser deixado no bebé de modo a que a sua pele o absorva. Há muito tempo para limpezas e banho e roupinhas. Os primeiros momentos deverão ser pele com pele com a mãe ou com o parceiro de parto. Aproveite este momento único que nunca mais se vai repetir. Peça para estar com o seu bebé pelo menos 1hora a conhecerem-se e a descobrirem-se. Se não houver nenhuma razão médica para o contrario, haverá tempo para tudo o resto mais tarde. No caso de uma cesariana de emergência ou planeada No caso de uma emergência, tenha a certeza que é o caminho a seguir. Informe-se e peça segundas opiniões.

Peça para que o ambiente seja calmo e sem conversas supérfluas Se a sua condição médica permitir, peça para o que bebé seja colocado no seu peito após o nascimento e enquanto acabam o procedimento, e peça para que possa iniciar a amamentação no quarto de recobro. Cesarianas são por vezes necessárias e a melhor forma do bebé vir ao mundo mas nada nos impede de que ser também um momento inesquecível e que os seus desejos sejam respeitados. E agradeça a sua equipa médica antes de sair da instituição de saúde.

Foram os seus aliados e ao respeitarem as suas preferências deram-lhe um presente para o resto da sua vida e do seu bebé.

Ate ja.

Carin

Featured Posts
Recent Posts
Follow Us
Search By Tags
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now