Como funciona o Hypnobirthing?


Muitas mães que usaram Hypnobirthing falam abertamente de uma experiência poderosa e transformadora de nascimento, mas será que realmente funciona?

Funciona!

A ideia de que o parto é uma experiência intensamente dolorosa, desgastante e um pesadelo é infelizmente uma visão bastante comum na nossa sociedade. As mulheres grávidas são muitas vezes “aterrorizadas” nos preparativos para o nascimento quando a grande maioria dos cursos pré parto foca mais na preparação para intervenções e possíveis complicações, do que na gravidez em si e na preparação para acolher mais uma pessoa na família.

As futuras mães estremecem com o pensamento de horas e horas de trabalho de parto, com contrações dolorosas, empurrando o bebé e a possibilidade de rasgar o seu corpo.

É em parte por isso que em muitos casos as mães escolhem opções de alívio da dor no trabalho de parto. No entanto, para um número crescente de mulheres, a hipnoterapia está a transformar a experiência do nascimento. Mulheres que optam por ter um Hypnobirth (parto por Hypnobirthing) dizem que sua experiência do parto não só é menos dolorosa, é também um evento de empoderamento que ajuda a definir o início da maternidade de uma forma muito positiva.

Como funciona o Hypnobirthing?

Não há relógios de bolso nem pêndulos que balançam de um lado para outro e não há mães hipnotizadas de braços estendidos durante uma sessão de Hypnobirthing.

Nada destes clichés!

Hypnobirthing é uma forma de meditação profunda, que encoraja as mulheres a usar suas mentes para controlar a sua mente, a dor e imprevisibilidade do parto. Os defensores do Hypnobirthing afirmam que por causa deste estado alterado de consciência, a dor vivenciada no trabalho pode tornar-se uma sensação controlada pela mulher.

Não há uma maneira definida de ter um parto assistido por hipnoterapia, e na maioria dos casos é a mãe biológica que aprende técnicas para aplicar na sala de parto sozinha ou com o parceiro de parto, sem um terapeuta presente.

Os três pilares do Hypnobirthing são Respiração, Afirmações e Auto-hipnose.

Estes conceitos são praticados durante a gravidez e também usados para alívio do stress e foco na preparação para, durante e após o nascimento.

Um instrumento particularmente importante é o uso de afirmações verbais, repetidos ao longo da gravidez e do trabalho, tais como:

  • O meu corpo é perfeitamente desenhado para o nascimento de meu filho;

  • Permitir que o meu corpo relaxar completamente;

  • Cada contracção traz meu bebé mais perto dos meus braços.

(Subscreve Hypnobirthing Portugal para receber a lista de Afirmações para o nascimento)

A auto-hipnose pode ser ensinada às mães através da criação de "gatilhos hipnóticos, âncoras e aprofundadores”, de modo que um estado profundo de relaxamento pode ser mais facilmente alcançado durante o parto.

Durante a gravidez a futura mãe pratica com o parceiro de parto estes gatilhos, que podem ser um toque no ombro, num braço, na mão, ou uma palavra ou um som, uma musica.

Estes gatilhos dão comandos ao subconsciente da mãe para relaxar profundamente e deixar a natureza seguir o seu curso.

O parceiro de parto é extremamente importante num ambiente Hypnobirhting,

É essa pessoa que vai ajudar a conduzir todo o processo. Vai estar atento ao estado de espirito da mãe, a forma como fala, como se move, a tudo o que se vai passando e vai poder “comandar as operações” de modo a ajudar a mãe a obter o tão esperado parto calmo e tranquilo.

Este é mais uma das caraterísticas tão especiais de um Hypnobirth. É uma operação de equipa. Uma futura mãe precisa de apoio, de se sentir segura e em segurança.

Removendo o factor medo para um parto tranquilo

Hannah Dahlen, professora na Universidade de Western Sydney, Austrália, afirma que Hypnobirthing funciona porque ajuda a remover o medo que muitas mulheres sentem sobre o parto.

Segundo Dr Dahlen, na nossa sociedade, o medo é muitas vezes associado com parto. Isso é problemático, porque o medo faz com que a tensão muscular agrave a dor durante o processo de nascimento.

Ela afirma também que os profissionais de saúde podem subtilmente e por vezes não intencionalmente, incutir medo nas mulheres grávidas, por vezes, sugerindo que a saúde do bebé possa ser afectada negativamente, se optar por não aceitar intervenções médicas, como cesarianas, episiotomias e epidurais.

“Os médicos muitas vezes sugerem cesarianas para futuras mães cujos bebés são "um pouco grandes". Ou as mulheres podem ser informados de que não é capaz de ter um bebé naturalmente. Os profissionais de saúde podem dizer algo como 'o seu útero não está realmente a funcionar’ ou 'sua pélvis não é grande o suficiente para o seu bebé'"

"Há imensas coisas depreciativas que dizemos às mulheres ... que fazem as mulheres sentirem-se inadequadas e incapazes, e, portanto, muito mais vulneráveis ​​a intervenção".

“A ironia é que, quanto mais intervenções ocorrem, mais as mulheres estão propensas a sentir medo sobre o nascimento. Em alguns casos a intervenção médica é absolutamente necessária durante o parto, e sem ele algumas mulheres e seus bebés morreriam. A maioria das mulheres não necessitam dessa assistência, e são muitas vezes essas mulheres que sofrem com o medo durante o nascimento.”

"Criamos uma atmosfera de medo quando se fala de partos. TV e media são muitas vezes so entretenimento e drama, e que tendem a salientar quando as coisas correm mal. As mulheres passam a pensar que isso é o normal e desenvolvem cada vez mais medo o medo de ter um bebé."

Allan Cyna, anestesista senior e hipnoterapeuta do Women’s and Children’s Hospital de Adelaide, diz que Hypnobirthing incentiva as mulheres a concentrar-se em tudo o resto e deixar de lado o medo da dor durante o parto.

"Em vez de ver uma contração como algo doloroso, as mulheres podem-se concentrar sobre a emoção que elas vão sentir ao conhecer seu filho.

Ao mudar o sentido da sensação, torna-se mais fácil de lidar com a dor."

Mães que escolhem Hypnobirthing

Por todo o mundo há milhares de mulheres que se tornaram mães com a ajuda das técnicas de Hypnobirthing. Os testemunhos chegam todos os dias.

Partos naturais ou com intervenção, calmos, tranquilos, como tanto desejaram, aconteceram!

Estas mães entraram no mundo Hypnobirthing pela mão de um formador credenciado em Hypnobirthing, em sessões particulares, cursos presenciais ou online.

Clica aqui para ler os testemunhos que provam que o Hypnobirthing funciona!

A minha experiência

"Durante a gravidez e o nascimento do meu primeiro filho tudo era uma incógnita, tudo era novo, não fazia a mínima ideia do que esperar. As técnicas de Hypnobirthing ajudaram-me a ter uma relação tão próxima com o meu marido e com o nosso bebé desde tão cedo.

As 25 semanas quando decidimos que o Hypnobirthing era “the way to go” ainda não havia “barriga”. Eu não parecia uma gravida a mais de metade do caminho. Sim, sentia o meu bebé perfeitamente aos saltos dentro de mim mas a minha vida corria tão normalmente que estava com alguma dificuldade em entrar “na onda” da gravidez. O trabalho corria a mil a hora, continuava a ir ao ginásio todos os dias depois do trabalho…Nem quisemos saber o sexo do bebé porque anda não parecia real, e ainda bem porque foi a melhor surpresa do mundo!!!

Quando começámos a primeira sessão….bang!

Apaixonamos completamente por este bebé, tudo passou a ser em função dele, a ligação mudou do dia para a noite. Acho que nos tornamos pais antes do tempo!

As afirmações fizeram com que todo o “ruido” que estava a minha volta, todas as distrações esvanecessem e tudo ficasse focado no bebé.

O conjunto de faixas áudio das afirmações para o parto e das “viagens” de auto hipnose fizeram com o meu cérebro focasse apenas e somente no meu bebé e no meu corpo, e deixasse que tudo seguisse o seu rumo de uma forma tao natural que eu não podia antecipar os resultados que tive.

Das duas vezes que fui mãe não dei conta que estava em trabalho de parto!

A minha mente estava tão condicionada a relaxar e deixar o meu corpo fazer o que foi criado para fazer que quando dei conta que estava um bocado cansada e com uma moinha aqui e ali, fui a maternidade para fazer um check up para poder ir dormir mais descansada, a dilatação estava feita, estava ja em transicão e o bebé pronto para sair.Nao correu tudo como previ, mas nada que a calma e a tranquilidade das técnicas que o Hypnobirthing me ensinaram para poder tomar as decisões que eram precisas serem tomadas.

Tenho a dizer que a escolha do meu obstetra também ajudou muito.

Um profissional de saúde que sabe o que a futura mãe quer, que respeita esses pedidos e que esta com ela a 100% para o que der e vier no momento do nascimento de um filho. Recebi o meu bebé nas minhas mãos e foi perfeito.

Da segunda vez que fui mãe, 18 meses depois, o processo foi idêntico.

Maternidade para check up e voila! A cabeça do bebé estava ali! Ups, I did it again!

2 horas depois e o Henry estava nos meus braços.

Também teve de haver alguma intervenção, "tenho hypermobility of the joints", e o nervo ciático estava a ser pressionado continuamente (mil vezes ter um bebé a ter aquela dor de novo, Não! Não! Não!) mas de novo, as técnicas de Hypnobirthing deram-me a calma e o estado de espirito perfeito para lidar com a situação e analisar as possibilidades que tinha para tornar aquele momento único, que não volta nunca mais, num momento maravilhoso.

Funciona!"

Ate já…

Carin

Recursos:

http://www.abc.net.au/news/health/hypnobirthing-hippie-trend-or-legitimate-practice/7657408

Featured Posts
Recent Posts
Follow Us
Search By Tags
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now