Hospitais amigos de bebés...e das mães?!


O Comité Português para a UNICEF assumiu em 1992 a liderança do processo de

certificação dos Hospitais Amigos dos Bebés (HAB) em Portugal, tendo sido constituída a primeira Comissão Nacional Iniciativa Hospitais Amigos dos Bebés com representantes do Ministério da Saúde, Direção Geral de Saúde (DGS), da Organização Mundial de Saúde (OMS), da Comissão Nacional da Saúde da Mulher e da Criança e do Comité Português para a UNICEF, com reconhecimento do titular da pasta do Ministério da Saúde.

Com o trabalho que tem sido desenvolvido pela Comissão Nacional Iniciativa Hospitais Amigos dos Bebés, nomeadamente na formação de profissionais em aleitamento materno dos serviços de obstetrícia e pediatria/neonatologia dos hospitais e maternidades, Portugal conta, neste momento, com 14 HAB.

Alguns destes HAB já realizaram 2 e 3 reavaliações, até agora com sucesso.

10 passos para ser considerado Hospital Amigo dos Bebés

1. Ter uma política de promoção do aleitamento materno escrita, afixada, a transmitir regularmente a toda a equipa de cuidados de saúde.

2. Dar formação à equipa de cuidados de saúde para que implemente esta política.

3. Informar todas as grávidas sobre as vantagens e a prática do aleitamento materno.

4. Ajudar as mães a iniciarem o aleitamento materno na primeira meia hora após o nascimento.

5. Mostrar às mães como amamentar e manter a lactação, mesmo que tenham de ser separadas dos seus filhos temporariamente.

6. Não dar ao recém-nascido nenhum outro alimento ou líquido além do leite materno, a não ser que seja segundo indicação médica.

7. Praticar o alojamento conjunto: permitir que as mães e bebés permaneçam juntos 24 horas por dia.

8. Dar de mamar sempre que o bebé o queira.

9. Não dar tetinas nem chupetas às crianças amamentadas ao peito, até que esteja bem estabelecida a amamentação.

10. Encorajar a criação de grupos de apoio ao aleitamento materno, encaminhando as mães para estes, após a alta do hospital ou da maternidade.

Em Portugal, estes são os Hospitais amigos dos bebés:

  • Hospital Garcia de Orta

  • Maternidade Bissaya Barreto

  • Hospital Barlavento Algarvio

  • Maternidade Júlio Dinis

  • Maternidade Dr. Alfredo da Costa

  • Hospital Fernando da Fonseca

  • Hospital São Bernardo Setúbal

  • Hospital Pedro Hispano

  • Hospital Nossa Senhora do Rosário - Barreiro

  • Hospital de Santa Maria

  • ULSAM – Hospital de Santa Luzia

  • Hospital S. Teotónio

  • Hospital da Horta, Açores

  • Hospital Sousa Martins

São poucos mas já são alguns.

Mas fica a questão: Hospitais amigos de bebés, sim, claro!

E hospitais amigos das mães?

Onde estão os mecanismos para certificar hospitais/unidades de saúde que protejam as mães, tal como protegem os recém nascido de praticas prejudiciais e desnecessárias durante o acompanhamento da gravidez, parto e pós parto?

Unidades de saúde com profissionais com formação actualizada e com respeito pelos direitos das mães.

A ausência protocolar do respeito pelo plano de parto e um excelente exemplo de unidades de saúde muito pouco amigas das mães.

Gostava de saber a vossa opinião.

Que critérios seriam necessários para que uma unidade de cuidados de saúde seja amiga da mãe?

Mandem mensagem clicar aqui

Carin

Featured Posts
Recent Posts
Follow Us
Search By Tags
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now