O Parceiro de Parto

Em Hypnobirthing o parceiro de parto é uma peça fundamental neste puzzle do nascimento.

Um tributo especial a todos os pais que foram parceiros de nascimento.

by http://www.monetnicole.com

A mãe é, e deverá ser sempre, a protagonista no nascimento de um bebé.

O parceiro de parto, seja ele o pai, o/a parceiro/a, a doula, a mãe, a amiga, será a pessoa que vai “cuidar” da mãe durante a gravidez e durante o parto. O parceiro de parto faz parte do treino Hypnobirthing. Há técnicas que a mãe não pode praticar sozinha.A mãe não passa a gravidez sozinha e não deverá passar pelo nascimento do seu bebé sozinha, sem a sua pessoa de apoio.

Como numa peca de bailado, a mãe é a prima ballerina e o parceiro de parto é o seu coreógrafo.

HypnoBirthing usa hipnose para optimizar o estado de relaxamento profundo - trance durante o trabalho de parto activo. Esta é uma das minha definições.

Num pequeno resumo, HypnoBirthing é relaxamento, respiração e visualização.

O cerne de muitas filosofias populares do parto moderno é o fenómeno "medo-tensão-dor". Quando se está com medo ou ansioso, fica-se tenso. Quando se está tenso, sente-se mais dor. E quando se sente mais dor, é assustador.

Então, se puder ensinar o seu corpo a relaxar, pode quebrar o ciclo e tudo vai parecer menos doloroso, menos desconfortável.

A mãe e o seu parceiro de parto começam-se a preparar para um hypnobirth/hipno-nascimento com antecedência - por volta da 20ª semana de gravidez, muito mais cedo do que a educação típica do parto, que geralmente surge por volta das 35 semanas – e a preparação inclui educação sobre o parto (parte do parto) e meditação guiada (que é a parte Hypno) que deve ser praticada em casa nos próximos meses.

O foco da meditação é o relaxamento profundo, o tipo de relaxamento em que não pode mais dizer onde está ou quanto tempo passou, com um ênfase particular na respiração e visualização do bebé. E quando chega o momento do nascimento do bebé, a mãe já praticou tantas técnicas de relaxamento que ela pode entrar nesse estado de relaxamento profundo de uma forma fácil e voluntária.

Adicione em algumas técnicas de respiração e visualização, e aqui tem Hypnobirthing.

Hypnobirthing não é uma medida de conforto. Pelo menos, não no senso comum das palavras - que HypnoMums são incentivadas a não usar.

Ver mais em HypnoWords e Mudar a Linguagem do Parto

A conotação de "medidas de conforto" é que algo que você pode fazer vai tornar a mãe mais confortável. A ideia não é ficar mais confortável, mas mergulhar mais fundo nas sensações do nascimento. A ideia é relaxar mais, entrar num estado de relaxamento mais profundo: um que permitirá à mãe abrir-se ao ponto de deixar as sensações de trabalho varrer o seu corpo.

Como escolher o parceiro de parto?

Esta escolha é extremamente pessoal. Cada mãe tem a sua pessoa de apoio pré-definida quase desde do início da gravidez sem o saber. Será aquela pessoa em que ela confia e a faz sentir segura esteja onde estiver, aconteça o que acontecer.

Esta escolha cai na grande maioria das vezes no pai do bebé ou no/a parceiro/a.

Mas cada vez mais as mães escolhem Doulas, amigas, mães, irmãs ou outras pessoas da sua confiança para as acompanhar na gravidez e no nascimento do seu bebé.

Ver mais como escolher o seu provedor de cuidados de saude materno em

Lista de perguntas a fazer na primeria consulta de Obstetricia

Ao aceitar ser parceiro de parto está a aceitar proteger, defender e fazer respeitar as preferências da mãe. Esta a aceitar o papel de principal protector dos seus interesses e de cuidar dela, de a mimar, apoiar e amparar qualquer que seja o momento, qualquer que seja a duvida ou preocupação.

"Precisas de ajuda?"

Esta é a primeira pergunta que qualquer pessoa de apoio deve perguntar a quem pretende apoiar.

“Precisas de ajuda?”

“Precisas de alguma coisa?”

“Queres que te ajude?”

Às vezes a resposta é não. Às vezes a mãe pode querer sentir-se "miserável" por um bocadinho, ou querer reclamar, ou precisa de estar sozinha para encontrar a seu próprio caminho. Nesse caso, estar presente e esperar é tudo o que é esperado do parceiro de parto. Mas se a resposta for sim, este parceiro terá algum trabalho a fazer.

Sugestão

Quando comeca o trabalho de parto activo, quando a mãe não pode mais ignorar o seu corpo, e deve-se concentrar sua energia interior, a mãe entra num estado alterado de consciência.

HypnoBirthing tenta aproveitar esse potencial e trabalha com ele para ajudar a mãe a entrar neste estado de consciência mais cedo e mais profundamente.

O foco da mãe volta-se para dentro e ela usa as técnicas descritas anteriormente, relaxamento, visualizao, respiração.

Porque a mãe está num estado alterado de consciência, ela é susceptível a sugestão. O estado alterado de consciência pode ser considerado meditação, ou auto hipnose (toda a hipnose é auto hipnose!). É um estado de consciência relaxado e alterado.

Tudo e qualquer coisa que acontece ao redor de uma mulher ou a uma mulher durante o parto traz consigo uma sugestão.

Olhar para o relógio? Sugestão (muito lento).

Olhar para a leitura do monitor? Sugestão (o que está errado).

A enfermeira faz um exame vaginal? Sugestão (as coisas vão para dentro, não para fora).

Ver mais sobre Exames Vaginais em Exames Vaginais: uma intervenção desnecessária

O parceiro de parto devera ter consciência de tudo o que acontece e que sugestões são feitas, mesmo involuntariamente.

Remover a referência à dor

Se enquadrar as sensações que uma mãe experiencia a um outro evento que não seja o parto, ela não será tentada a vê-lo como dor.

Dor é quando seu corpo diz que algo está errado .Durante o trabalho de parto, não há nada de errado. As sensações que a mae está a viver são perfeitamente normais. Podem ser desconfortáveis, podem parecer pontadas agudas, apertões, formigueiro, pressão - seja o que for! Se cortar o dedo, isso dói, e isso é doloroso. O seu corpo envia o sinal para o seu cérebro para que você possa corrigir esta accao. Mas no trabalho de parto, não há nada a corrigir.

A mãe em trabalho activo já está num profundo estado de relaxamento, e um estado alterado de consciência, então perguntas sobre a dor e ate conversas divertidas sobre Não ter dor é tudo muito sugestivo para a mãe. Talvez porque a dor é assustadora, e o medo leva à tensão, e assim por diante. Evitar trazer a atenção de uma mãe para a dor é provavelmente uma boa ideia.

Ver mais Dor ... temos de sentir dor ou não?! Não!

Respirar, respirar, respirar

Há pelo menos três boas razões para focar a mãe na respiração intencional durante o trabalho de parto, que é respirar enquanto se concentra na respiração entrando e saindo do corpo.

1. Oxigénio. A razão principal, precisa dele para sobreviver. E o bebé também. Trazer oxigénio para todas as partes do corpo que estão a fazer o grande trabalho do parto é a principal razão.

2.Som, vocalização. Quando a mãe se está a concentrar no som que a respiração faz enquanto passa pela garganta e pelo nariz (como a respiração de yoga), ela não se vai concentrar em nada mais. Ela não vai falar, e ela é “forçada” a relaxar. Focar na respiração ajuda a entrar e manter esse estado alterado que o HypnoBirthing é conhecido.

3.Elo da mãe-bebé. Visualizando o bebé e o seu casulo uterino ajuda o corpo da mãe passar pelas etapas de parto. O fluxo contínuo de oxigénio para o bebé é muito importante para o bem-estar do bebé e da mãe em trabalho de parto.

Parceiros de parto são mais que um acompanhante durante o nascimento de um bebé.

São o sistema de apoio da mãe durante um dos momentos mais inesquecíveis da sua vida. Esta pessoa especial vai acompanhar a mãe durante a gravidez, viver com ela todas as alegrias, ansiedades e preocupações. Vai acompanha-la durante o trabalho de parto, vai ser o seu “control center”, “headquarters” do pensamento e vai ajuda-la a relaxar e a focar-se só em si e no seu bebé. Terá a difícil tarefa de afastar pessoas e eventos indesejáveis que possam quebrar o equilíbrio mãe-bebé e vai estar la para a felicitar quando o seu bebé nascer e estiver finalmente nos seus braços. Mas o trabalho ainda não acabou….

Após o nascimento este parceiro continua o seu trabalho em apoiar a mãe em tudo o que possa precisar porque o foco de uma nova mãe (nasce um bebé e nasce uma mãe) devera ser a apenas a sua ligação com o seu filho. Intervenções de rotina, visitas, conversas desnecessárias podem ficar la fora e o parceiro de parto estará la para fazer valer sempre as preferências da nova mãe.


Mais informações sobre Hypnobubs Online Course

O primeiro passo para uma experiencia positiva de nascimento.


Featured Posts
Recent Posts
Follow Us
Search By Tags
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now