Dor ... temos de sentir dor ou não?! Não!

Os defensores e educadores de parto pelo mundo fora estão divididos sobre se a dor tem ou não que existir durante o nascimento. Cada um de nós é firme na nossa posição e que a nossa crença é a certa.

Para muitos, a noção de nascimento confortável ou mesmo alegre ainda permanece fora de nosso alcance.

Indubitavelmente, milhões de mulheres têm experienciado partos dolorosos e a ideia de que o nascimento deve ser doloroso é amplamente aceite. As mães que têm nascimentos confortáveis ​​ou mesmo indolores são apelidadas de sortudas, delirantes ou ter um limiar de dor realmente alto.

As mulheres que planeiam abertamente um nascimento sem drogas são sobrecarregadas com olhares de "espera para ver” ... ”vais estar a implorar por uma epidural" e há sempre a sugestão que não há medalha para quem recusa alivio da dor.

Mais informações sobre Hypnobubs Online Course

O primeiro passo para uma experiencia positiva de nascimento.

Hypnobirthing é um programa único pré-natal que ensina técnicas simples e específicas de auto-hipnose e relaxamento para um parto mais fácil e mais suave, que muitas vezes é acompanhado por uma redução significativa da dor. Hypnobirthing não é sobre "treinar mães para dar à luz" - quando não o parto não é perturbado nós já sabemos como fazê-lo instintivamente. Hypnobirthing prepara as mães para se libertarem do medo e permitirem que os nossos corpos e mentes relaxem para que possamos fazer nascer os nossos bebés suavemente.

Sabemos que o trabalho de parto progride bem durante um nascimento imperturbado, especialmente quando a mãe se sente segura para que o seu cérebro primordial possa assumir o comando.

Nós não precisamos de treino para dar à luz, mas neste mundo acelerado perdemos a capacidade de relaxar. Especialmente para as futuras mães, o dia-a-dia parece sempre estar no caminho da "indulgência" do verdadeiro relaxamento e atenção.

Em Hypnobirthing, os casais percebem que a dor não precisa acompanhar o trabalho de parto normal. Hypnobirthing, como qualquer tipo de relaxamento, é perfeito para homebirth, partos domiciliares, bem como nascimentos hospitalares.

Um equívoco comum é que a dor do trabalho de parto é necessária e é até mesmo uma forma de empoderamento.

Sim, a dor é um grande comunicador de quando algo está errado, mas num trabalho normal, a dor não precisa estar presente.

Ver mais em Hypnobirthing Wording

Em Hypnobirthing usamos uma linguagem muito mais suave - não experienciamos contracções, mas ondas. A palavra "contracção" cria uma imagem de contracção - ou aperto; Casais HypnoBirthing focam em libertar e relaxar. As nossas membranas não se rompem - elas soltam-se.

Toda a linguagem usada durante Hypnobirthing é cautelosamente escolhida para minimizar a visualização de algo que projecte medo, tensão, dor. As afirmações para um parto positivo usadas em hypnobirhting, e em tantos outros métodos de relaxamento, usam a mesma premissa. O poder das palavras no nosso subconsciente pode ser devastador ou libertador.

Ver mais em Afirmações

Minimizar a dor

Como funciona? Os músculos do útero foram projectados para dar à luz. Por que é que o útero seria o único músculo do corpo que dói quando está a fazer exactamente o que foi projectado para fazer? A resposta que muitas vezes ouço é: "Bem, nós não usamos o útero todos os dias." Então vamos seguir a lógica dessa ideia.

Alguma vez já fez uma nova actividade - como ir ao ginásio ou varrer as folhas no seu jardim - algo que requer algum esforço físico que nunca fez antes ou não faz há muito tempo?

Enquanto está a fazer a actividade os músculos não doem; Mas dois dias mais tarde você está emersa num banho de lavanda durante horas tentando aliviar a dor dos músculos que nem sabia que existia. Certo?

Então, o trabalho de parto não deveria apenas doer dois dias após o nascimento?

A fisiologia diz-nos que o medo aumenta o fluxo de adrenalina no corpo, o que cria uma reacção física ao activar a resposta fight/flight(luta/fuga). Isso redirecciona o fluxo de sangue dos nossos órgãos internos para os nossos membros. O útero não é um órgão defensivo e, assim como o coração, não pode trabalhar eficazmente, confortavelmente e sem dor quando o sangue lhe é restringido.

Quando a adrenalina está presente, a epidural natural do corpo (endorfinas) não podem fazer o seu trabalho e retardam a libertação de oxitocina necessária para ajudar o progresso do parto.

Ver mais em O papel das hormonas no parto

O poder da mente

Cada pensamento que temos cria uma resposta fisicamente detectável no corpo.

Já foi envergonhado por alguém ou algo? Sangue corre para suas bochechas: mesmo anos mais tarde, apenas o pensamento desse evento mortificante pode recriar a mesma resposta física no seu rosto em segundos. Lembra-se de se preparar para uma entrevista ou para um primeiro encontro amoroso? Pode ter as mesmas “borboletas na barriga”, uma boca seca e mãos húmidas apenas por pensar sobre a experiência.

Por que o nascimento só é doloroso para os seres humanos? Se já teve a oportunidade de assistir a outro mamífero, uma cadela ou uma gata, dando à luz as suas crias, pôde perceber-se que elas procuram um local tranquilo e sem perturbações e que geralmente não mostram exibições dramáticas de desconforto. (Eu não estou ciente de qualquer preparação para o parto canino e também ainda não vi nenhuma cópia do What to Expect When You're Expecting — para gatos. J )

A grande maioria dos educadores do parto acredita que dar à luz um bebé envolve horas (às vezes dias) de trabalho doloroso e desconfortável. É algo apenas “que se tem de passar”, um meio para um fim e raramente um evento que as mulheres olham com ansiedade e excitação.

Eu acreditei nisso antes de aprender Hypnobirthing mas sempre tive as minhas duvidas.

Mesmo as mulheres que planeiam nascimentos sem drogas, sem intervenção preparam-se para "abraçar" a dor.

Como Jan Tritten afirmou no seu editorial em MT Issue 74, Summer 2005,

"No nascimento, somos abençoados com uma mente pensante. Como adultos, as nossas mentes tornam-se um dos nossos maiores obstáculos na gravidez e no nascimento. Ouvimos os nossos amigos e familiares e as suas historias (de horror a maior parte das vezes), assistimos a nascimentos na televisão, em series e em filmes, ouvimos falar de taxas de cesarianas e da facilidade de epidurais e perdemos completamente a nossa capacidade de fazer a tarefa para a qual os nossos corpos foram concebidos, tão naturalmente.”

Quando uma mulher repetidamente absorve a ideia de que dar à luz é muito doloroso e deve ser medicamente assistido, tudo isto torna-se verdade. Por muito tempo acreditamos que a terra era plana - mas era a verdade.

Desmistificar

Eu ouço frequentemente que a dor está lá de modo que as mães saibam que estão a ponto de dar à luz e podem assim começar a procurar um lugar seguro - de modo a que seus bebés simplesmente não nasçam ali no chão do supermercado.

As mães Hypnomums escolhem como vão experienciar as sensações do útero - algumas podem senti-la como uma dor menstrual ou uma forte Braxton-Hicks, ou seja, uma sensação que não é percebida como dor (a mim passou-me completamente ao lado, das duas vezes!).

Outra crença popular é que as mães que têm trabalhos de parto dolorosos são de alguma forma transformadas em mães confiantes, fortes e capacitadas.

Mas o que acontece com as mães que dão à luz sem desconforto: são menos poderosas, menos confiantes?

A dor do nascimento provoca esta transformação na mãe ou a experiência de estar plenamente presente na mente, no corpo e na alma e no parto, instintivamente, traz um novo crescimento? Este “maezometro” não tem qualquer razão de ser.

O que é auto-hipnose?

Como um computador, a mente subconsciente mantém bons e maus programas (histórias de horror de nascimento). Praticar hipnose é como correr um programa anti-vírus no seu computador - ele encontra programas corruptos ou aqueles que precisam ser actualizados, como a crença de que o nascimento será doloroso.

Toda hipnose é auto-hipnose. A sua formadora de HypnoBirthing não tem o controlo; Você decide aceitar a sugestão de que o nascimento pode ser suave e fácil. Ninguém pode obriga-la a fazer algo que normalmente não faria. Então pode ter certeza de que nem você nem o seu parceiro de parto vão deixar a aula de Hypnobirthing a latir como um cão. Você dará sempre o seu consentimento para permitir que as mudancas aconteçam dentro de si. A sua formadora HypnoBirthing simplesmente a vai orientar a chegar a um estado de auto-hipnose. Você está sempre no controlo e você tem que querer a sugestão para a trabalhar e ter resultados.

Outro equívoco sobre HypnoBirthing é que ensinamos uma técnica conhecida como dissociação ou distracção. Acreditamos firmemente que a dor não precisa existir durante um parto normal, mas quando a dor existe, você não tenta distraí-la, mas vai tentar escutar o seu corpo. A dor comunica que algo não está certo e precisa ser resolvido.

Nas centenas de relatos de Hypnobirths, as mães que aprenderam a relaxar muito rapidamente e facilmente, mas sentiram a necessidade de alivio de dor, como inalar gás ou uma epidural, tiveram bebés mal posicionados, por exemplo, posições occipito-posteriores directas persistentes. Elas estão muito em sintonia com os sinais que os seus corpos vão dando.

Ver posições de nascimento

O objectivo de Hypnobirthing não é o parto livre de dor, mas a confiança para um nascimento livre de medo - que tem o benefício adicional do aumento da produção de endorfinas.

Cerca de 70% das mães HypnoBirthing não precisam de medicação para a dor.

Enquanto uma mãe vive um parto normal, com confiança e livre de medo, o nascimento não precisa ser doloroso. Hypnomums, mães que usam Hypnobirthing, não precisam ser distraídas de qualquer parte da experiência de nascimento. Elas estão plenamente conscientes e totalmente envolvidas na experiência.

Em HypnoBirthing confiamos na habilidade natural do corpo de fazer nascer suavemente e facilmente os nossos bebés - se pudermos simplesmente por a nossa mente tão ocupada e cheia de ruido de lado e deixar nossos corpos seguir com o trabalho de parto.

Featured Posts
Recent Posts
Follow Us
Search By Tags
Archive
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now